Praça Castro Alves no Início do Século 20

 

Esta incrível fotografia, de autor não identificado, mostra o movimento urbano na antiga Praça Castro Alves, por volta de 1920. Foi tirada de um dos sobrados da Ladeira de São Bento, que já era parte da Avenida Sete de Setembro, inaugurada em 1915.

As 4 esculturas neoclássicas, dispostas na balaustrada da Praça, foi um arranjo do engenheiro italiano Filinto Santoro, em 1916, e ficaram lá por poucos anos (talvez sejam as que estão na Piedade ou as do Rio Vermelho). Santoro também foi o autor do projeto da reforma do Theatro São João (à direita), em 1920, mas o histórico Theatro foi destruído em 1923. As esculturas fizeram parte dos chafarizes de Salvador, inaugurados em 1856. Entre eles estava o Chafariz de Colombo (originalmente era de Cabral), instalado nesta Praça, em 1855, e levado depois para a Praça da Inglaterra. Os destroços que se vêm nesta foto, no centro da Praça (junto ao que parece ser um canteiro de obras), são possivelmente da estrutura do antigo chafariz, já retirado, e que deu lugar ao Monumento a Castro Alves, inaugurado em 1923.

 

Mais Praça Castro Alves antiga

 

Chafariz Colombo

 

A Praça Castro Alves, pouco tempo antes da foto acima, ainda com o antigo chafariz. A escultura de Colombo está, hoje, no Rio Vermelho e o chafariz, com outra escultura, na Garibaldi.

 

Urbanismo

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Urbanização de Salvador, Bahia.

 

 

 

Salvador Antiga

 

 

Salvador Antiga